Nome Comum: Holotúria, Pepino-do-mar

Nome Científico: Holothuria forskali Delle Chiaje, 1823

Classificação Científica:
Reino Animalia
Filo Echinodermata
Classe Holothuriodea
Ordem Aspidochirotida
Família Holothuriidae
Género Holothuria
Espécie H. forskali

Sinonímias: Holothuria catanensis, H. nigra, Panningothuria forskali, Stichopus selenke

Estatuto de Conservação: LC - Pouco Preocupante

Corpo cilíndrico com 25 cm de comprimento e, geralmente, de cor negra (ocasionalmente acastanhada ou bege). Zona dorsal coberta por papilas com extremidade branca. Tegumento quase sem escléritos: pequenas placas com dois ou quatro orifícios. Boca cercada por tentáculos muito curtos. Cloaca com tubos de Cuvier muito desenvolvidos (cordões brancos unidos à cloaca, que expele quando é tocado). A parte ventral, plana, possui 3 fiadas de pés ambulacrários.

Nota: as holotúrias desta ordem (Aspidochirotida) alimentam-se ingerindo areia e digerindo as partículas orgânicas. Um adulto pode filtrar 20 Kg de sedimento por ano.

Vive nos fundos rochosos do infra e do circalitoral, ocasionalmente em zonas arenosas.

Ocorre desde o Atlântico norte ao mar Mediterrâneo, tratando-se de uma espécie muito comum.

Onde se pode encontrar:

Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina



Sem ameaças a destacar.

Sem medidas a destacar.

Ligações Externas

Autor: Jorge Araújo Validado por: