Nome Comum: Cobra-d'água-de-colar-mediterrânica

Nome Científico: Natrix astreptophora (Seoane, 1884)

Classificação Científica:
Reino Animalia
Filo Chordata
Classe Reptilia
Ordem Squamata
Família Colubridae
Género Natrix
Espécie N. astreptophora

Sinonímias: Natrix natrix, Natrix natrix astreptophora, Tropidonotus natrix

Estatuto de Conservação: NE - Não Avaliado

É uma serpente relativamente robusta, que pode ultrapassar os 150 cm de comprimento total, sendo as fêmeas habitualmente maiores que os machos. A cabeça é diferenciada e relativamente larga, possuindo olhos grandes de íris amarelada/alaranjada e pupila negra e redonda. A coloração dorsal é variável, variando entre o verde-oliváceo, o acinzentado, o acastanhado ou mesmo o pardo; exibe um padrão de pequenas manchas negras irregulares, espalhadas ao longo do corpo. A zona ventral varia entre o amarelo-esverdeado e o esbranquiçado, e encontra-se pintalgada de manchas negras. Os juvenis exibem duas manchas no pescoço que formam um colar amarelado e orlado de negro, sendo esta a característica responsável pelo seu nome vulgar. Esse colar desaparece à medida que o indivíduo cresce.

Ocorre numa grande diversidade de habitats aquáticos, tais como rios, ribeiros, charcos, lagos, lagoas, barragens e pântanos. Tolera bem a salinidade, podendo ainda viver em lagos e lagoas de água salobra. Também pode ser encontrada longe de qualquer massa de água (e.g. matos, prados, áreas agrícolas), pois não depende tanto dos biótopos aquáticos quanto a sua congénere cobra-d'água-viperina (Natrix maura).

A sua distribuição abrange a Península Ibérica e o norte de África. Em Portugal continental ocorre em todo o território, sendo mais escassa nas zonas mais áridas do Alentejo e do sudoeste, e mais frequente em áreas de altitude média e elevada (acima dos 400 m). Distribui-se desde o nível do mar até aos 1875 m de altitude (Serra da Estrela).

Onde se pode encontrar:

Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina
Reserva Natural do Estuário do Sado
Parque Nacional da Peneda-Gerês
Parque Natural da Serra de São Mamede
Parque Natural de Montesinho





> Destruição/alteração do habitat (e.g. contaminação dos corpos de água por pesticidas ou outro tipo de poluição, perda dos meios aquáticos)
> Destruição/perturbação de indivíduos (e.g perseguição humana)
> Atropelamento

> Preservação/protecção do habitat (e.g. controlo da poluição, preservação dos meios aquáticos)
> Campanhas de sensibilização e educação ambiental

Ligações Externas

Atlas dos Anfíbios e Répteis de Portugal (Loureiro et al., 2008)
Disponível no portal do ICNF

MITRA nature | ICAAM - Universidade de Évora
Biodiversidade da Herdade da Mitra

Projecto "Charcos com Vida"
Ficha da Natrix natrix

Autor: MVBIO Validado por: