Nome Comum: Teixo

Nome Científico: Taxus baccata

Classificação Científica:
Reino Plantae
Divisão Pinophyta (Gimnospermae)
Classe Pinopsida
Ordem Pinales
Família Taxaceae
Género Taxus
Espécie T. baccata

Estatuto de Conservação:

Arbusto ou árvore de copa cónica e larga, que pode atingir os 25 m de altura. Tronco: Ritidoma castanho avermelhado que se destaca em tiras. Folhagem persistente; folhas: lineares, curtamente pecioladas, verde escuro na página superior (10-30 mm de comprimento e 1,5-3 mm de largura) e com uma nervura média saliente que termina num pequeno mucrão. Planta dioica; cones: masculinos diminutos, solitários, situados nas axilas de folhas. Semente: nua (6-7 mm), envolvida por uma estrutura carnosa (arilo), vermelha, viscosa e de sabor açucarado. Os frutos são comestíveis mas todas as outras partes da planta são extremamente tóxicas. Floração: entre o fim do Inverno e o princípio da Primavera.

Ocorre sobretudo em bosques mistos de montanha, vales profundos e encostas íngremes, preferencialmente em solos calcários (entre os 500 e os 1800 m de altitude), geralmente perto de linhas de água. Tem preferência por zonas sombrias, embora consiga viver ao sol. Necessita de bastante humidade ambiental e resiste ao frio até aos - 25ºC.

Actualmente, em Portugal continental, ocorre de forma espontânea em dois locais: no Parque Nacional da Peneda-Gerês (norte do país) e no Parque Natural da Serra da Estrela (centro do país).

Onde se pode encontrar:

Parque Nacional da Peneda-Gerês


> Degradação/destruição dos bosquetes de teixo (e.g. fogo, corte, pastoreio, invasão de espécies exóticas).

> Recuperação e conservação dos bosquetes de teixo
> Plantação de árvores e arbustos
> Sensibilização da comunidade para a importância dos bosquetes de teixo

Ligações Externas

Ver descrição detalhada na Flora iberica (1986-2012)

Flora-On: Flora de Portugal Interactiva (2014) | Sociedade Portuguesa de Botânica.

Projecto LIFE TAXUS
Restaurar bosquetes de teixo