[5330] Matos termomediterrânicos pré-desérticos

São matagais altos e matos baixos de zonas mediterrânicas, relativamente secas. Estas comunidades mediterrânicas de arbustos altos ou baixos, marcadamente pré-florestais e pontualmente arborescentes, integram um leque bastante variado de espécies vegetais. Assim, trata-se de um habitat heterogéneo em termos florísticos e estruturais, que reúne comunidades arbustivas exclusivamente mediterrânicas, embora com estratégias adaptativas muito diversas. Este habitat divide-se em vários subtipos, tais como os piornais (de Retama monosperma no litoral, ou Retama sphaerocarpa no interior), os medronhais, os matagais de carvalhiça (Quercus lusitanica), os carrascais, espargueirais e matagais de substratos básicos ou ácidos ou os matos baixos calcícolas. Correspondem frequentemente a etapas de substituição ou às orlas naturais dos bosques esclerófilos mediterrânicos.

Adaptado da Ficha de caracterização elaborada pela Associação Lusitana de Fitossociologia (2004). Ficha completa disponível em "Saber mais".